Secretaria de Sáude alerta para cuidados com Escorpiões

Escrito em 19/12/2022


 

Secretaria de Saúde orienta a população sobre cuidados com escorpiões

 

Com o objetivo de reforçar a prevenção e combate aos escorpiões, a Prefeitura de Jales, por meio da Secretaria de Saúde e sua Equipe Municipal de Combate às Endemias, faz um alerta para a população sobre alguns cuidados essenciais que cada cidadão pode tomar para evitar a perigosa propagação destes animais peçonhentos.

 

Segundo a coordenadora da Equipe Municipal de Combate às Endemias da Secretaria Municipal de Saúde, Vanessa Luzia da Silva Tonholi, de janeiro a dezembro desse ano foram registrados 180 acidentes com picadas de escorpiões, porém nenhum deles evoluiu para caso considerado grave. “O período de chuva e de calor favorece a procriação e o aparecimento de escorpiões. Vale lembrar que os escorpiões que eram propícios a viver em áreas rurais passaram a se adaptar na zona urbana das cidades, pois encontram lugares que servem de habitat, como entulhos, restos de madeira, material de construção, calçadas, pisos e muros trincados onde eles podem se esconder, além, da oferta de alimentos, pois muitos se alimentam de baratas”, informou.

 

Vanessa ressaltou ainda que o setor de Combate às Endemias recebe reclamações sobre o aparecimento de escorpiões em residências e terrenos baldios e, na maioria das vezes, o morador espera que seja possível realizar um tratamento químico que irá solucionar o problema definitivamente, porém, infelizmente, essa não é a realidade. “Por isso vamos tentar esclarecer algumas dúvidas sobre os escorpiões e dar dicas para evitar acidentes”.

 

A coordenadora informou que o escorpião consegue sentir a presença de inseticida, portanto, “se estivermos diante desse aracnídeo e aplicarmos inseticida diretamente sobre o corpo do animal, a medida será eficaz, no entanto, se passarmos o inseticida no quintal ou em nossa casa, como fazemos por exemplo para eliminar baratas, o escorpião sentirá a presença do inseticida e ficará escondido”.

 

Ainda vale destacar que existe o agravante de que os escorpiões podem ficar longo período sem se alimentar e sem sair do local, “por isso, o controle com inseticida não é eficaz”, disse Vanessa que acrescentou: “Caso algum idoso ou criança sejam picados, a consequência pode ser fatal. Para evitar que isso aconteça, a intervenção mais eficaz para o controle dos escorpiões é o manejo ambiental, ou seja, identificar e eliminar os locais de esconderijo do animal. Este manejo é realizado através da limpeza, fechamento de frestas, descarte de objetos e materiais que possam servir de abrigo. Os principais alimentos dos escorpiões são baratas, grilos, aranhas, cupins e outros insetos, por isso, reforçar a limpeza do quintal e de casa é essencial”.

 

A Secretaria Municipal de Saúde de Jales fez um alerta para outro mito: a criação de galinhas como forma de controle de escorpiões. As galinhas têm hábito diurno e os escorpiões hábitos noturnos e na área urbana, os escorpiões se escondem embaixo de madeiras, entulhos, pedras, entre outros locais em que a galinha não consegue ciscar, portanto, a galinha não é uma predadora eficaz do escorpião. E como é de conhecimento, a galinha atrai o mosquito Palha, transmissor da Leishmaniose Visceral.

 

De acordo com a secretária da pasta, Nilva Gomes Rodrigues de Souza, a dedetização para eliminar baratas pode contribuir para evitar a presença de escorpiões, pois, como elas servem de alimento para o escorpião, “atraem eles, inclusive pelos ralos da casa. Eliminado as baratas diminui a chance de termos a presença do escorpião”.

 

Para evitar acidentes com escorpiões é importante a atenção ao manusear materiais de construção; ao calçar calçados; manuseio com colchas e lençóis de cama; evitar que as cortinas encostem no chão; muros e paredes devem ser rebocados, pois, os escorpiões podem se alojar nos vãos e frestas dos tijolos.

 

“Recentemente a secretaria de Comunicação publicou vídeo gravado com nossa coordenadora da Equipe Municipal de Combate às Endemias da Secretaria Municipal de Saúde, Vanessa Luzia da Silva Tonholi, alertando sobre os cuidados com os escorpiões. Também está na mídia uma campanha da Secretaria de Comunicação sobre o assunto, portanto a população deve ficar atenta às informações e, com isso, tentar evitar os pacientes com esse animal”, ressaltou Nilva.

 

Em caso de acidentes, a população deve procurar a UPA 24H o mais rápido possível. Para reclamações sobre a presença de escorpião o munícipe pode utilizar o canal de Ouvidoria da Prefeitura (0800 772 0063) ou ligar na Secretaria Municipal de Saúde (17-3632 1048).

 

SUGESTÃO DE LEGENDA